“Nostálgica e triste”: Sara Norte perdeu o encanto pelo Natal e faz sentido desabafo

Sara Norte sentiu necessidade de desabafar e escreveu um texto emotivo sobre o Natal: “Não devemos esperar pelo dia 24 ou que uma desgraça aconteça”.

23 Dez 2021 | 15:25
-A +A

A vida não tem sido fácil para Sara Norte. A atriz, de 36 anos, recorreu às redes sociais para fazer um sentido desabafo sobre a nostalgia que a invade na época natalícia. Dois grandes motivos são a morte da mãe, Carla Lupi, que perdeu a vida em 2012, devido a um cancro no pulmão, e da irmã, Beatriz, que não resistiu à dura batalha contra uma leucemia, há pouco mais de um ano.

“Nunca liguei muito ao Natal… Claro que, quando era criança, havia aquele encanto do Pai Natal. Lembro-me também das noites de dia 24 em que estávamos em Família. A minha sempre foi pequenina, mas lembro-me que a casa ficava cheia com o espírito natalicio. Jantávamos e esperávamos pelas 24h para cada um abrir a sua ou as suas prendas à vez, para todos presenciarem a surpresa de cada um”, relembra.

Sara Norte revela que, ao longo dos anos, acabou por perder o encanto pela data natalícia. “Os anos passaram, muitas coisas aconteceram entretanto e, para dizer a verdade, nestes dias fico sempre um pouco mais nostálgica e triste, mas tento ver as coisas pelo lado positivo e acredito que um dia talvez o Natal volte a ser um Dia Feliz. Para mim Natal é Família, mas esta deve ser também o ano todo. Devemos ao longo do ano dizer aos nossos o quanto os amamos e o quanto são importantes para nós e não esperar por dia 24 ou que uma desgraça aconteça. Esse é o meu lema. Tenham um Feliz Natal junto de quem amam e aproveitem ao máximo”, rematou.

A caixa de comentários encheu-se de comentários de força, deixados pelos fãs e amigos da comentadora do programa “Passadeira Vermelha”, da SIC Caras.

 

Sara Norte anuncia morte em sofrimento: “Partiu. De repente e nos meus braços”

 

Sara Norte está de luto. A atriz chora a morte da cadela Anita, conforme a própria revelou a 6 de dezembro nas redes sociais, com uma emotiva homenagem ao animal de estimação de que cuidou nos últimos dois anos.

Leia mais aqui.

 

Texto: Joana Dantas Rebelo; Fotos: redes sociais 

PUB