“Não me conformo”: Laura Figueiredo revela que Mickael viu filha primeiro do que ela

Laura Figueiredo e Mickael Carreira foram pais em março de 2017. Quatro anos depois, a empresária relata o dia do nascimento e o pormenores com o qual “não se conforma”.

29 Jun 2021 | 14:40
-A +A

Laura Figueiredo abriu o coração a Cláudia Borges para uma entrevista que, apesar de ser feita à distância, foi próxima nas confissões. Foi no programa “Fica Bem” que a antiga apresentadora revelou detalhes nunca antes contados sobre o dia que a filha, Beatriz, nasceu.

Ser mãe sempre foi um dos maiores sonhos de Laura. “Eu acho que era a única criança de dez anos que dizia que queria ser mãe e que queria ter uma Beatriz”, revelou.

A hipótese de não conseguir gerar vida causava-lhe ansiedade. “Um dos grandes medos que tinha era de não poder ter filhos. (…) Não me sentiria completa se não pudesse ser mãe, [não pudesse] gerar.”

Foi nesta altura da conversa que Cláudia Borges perguntou como correu o parto em março de 2017. Laura Figueiredo revelou que foi submetida a uma cesariana: “A minha anca não dava”. “E o Mickael [Carreira] assistiu?”, questionou a apresentadora do FamaShow. A mãe de Beatriz, de quatro anos, confirmou e relatou a “aventura” que viveu.

“O Mickael viu a Bia antes de mim”

“Eu disse a toda a equipa: ‘O Mickael desmaia se vir sangue’. Ou seja, puseram a cortinha e não assistiu, mas esteve sempre comigo”, relatou. E há um detalhe que a autora da marca Belafi não perdoa. “O Mickael viu a Bia antes de mim, não me conformo.”

Logo após a menina vir ao mundo, a ex-apresentadora da SIC mandou o companheiro ir atrás da bebé, enquanto os médicos a observavam. Logo a seguir, Beatriz foi colocada no peito da mãe. “Quando ela chegou foi lindo, maravilhoso… consegui logo amamentar. Correu tudo muito bem.”

Laura Figueiredo amamentou durante mais de dois anos

A amamentação correu tão bem que Laura Figueiredo amamentou a menina durante mais de dois anos. “Dois anos e dois meses (…). Ela amava, eu amava. Se eu a deixasse, ela até hoje continuava a mamar. Não me arrependo nada nada nada.”

A companhia de Mickael Carreira admite que é um “desgaste” para a mãe, mas “a ligação é tão boa” que nunca desistiu. “E facilitava muito a vida, nunca tive de andar com biberões”, brincou.

Nesta conversa, Laura Figueiredo falou também sobre a morte de Sara Carreira. Leia aqui.

Texto: Mariana de Almeida; Fotos: Impala e reprodução Instagram

Veja também:
“Aproveitem a vida e o presente”: Laura Figueiredo faz vídeo em casa de Tony Carreira
“Ti amo”: Mickael Carreira declara-se a Laura Figueiredo e celebra nove anos de relação

 

 

PUB
Top