“Não dá para mim”: Carolina Deslandes revela o que não tolera num homem

Carolina Deslandes, de 30 anos, garante que está solteira. Cantora revela ainda o que não gosta no sexo masculino: Dá-me logo um nojo, pegar nas minhas coisas e bazar”

31 Ago 2021 | 21:05
-A +A

Carolina Deslandes já provou ser uma mulher decidida e sem ‘papas na língua’. Depois dos rumores de uma possível reconciliação com Diogo Clemente, pai dos seus três filhos, a cantora foi convidada do programa Wi-Fi, da RFM, e falou sobre os assuntos do coração, Ao ser questionada se estava solteira, a artista não hesitou: “Estou”.

Durante a conversa com Joana Cruz, Daniel Fontoura e Rodrigo Gomes, Carolina Deslandes enumerou ainda os requisitos mínimos que alguém deve ter para ser seu namorado. “Primeiro, não gostar de ser chamado como namorado da Carolina Deslandes, não usar isso. Acho isso foleiro. Odeio quando estou num ‘date’ e o bacano diz: ‘ Se dissesse a alguém que estou aqui com a Carolina Deslandes… Dá-me logo um nojo, pegar nas minhas coisas e bazar”, começou por dizer, referindo depois a honestidade e não ser machista.

“Sou muito esquisitinha. Nunca tive um ‘caso de uma noite’. Gosto de saber se trata bem os pais, em quem vota, o que pensa sobre alguns assuntos. Qualquer tipo de machismos ‘não dá para mim’, destacando também que ‘o tal’ tem de a respeitar enquanto mãe e não dar muitos “bitaites”. “A pessoa também tem uma opinião, claro, mas não se deve meter demasiado e deve respeitar a minha profissão”.

Carolina Deslandes explica o que mudava em si

Depois disto, Joana Cruz quis saber o que Carolina Deslandes, de 30 anos, mudaria em si. “Sou muito chata, autoritária, quando estou cansada sou de um nível de impaciência que é de me dar com um calhau na testa, odeio fanatismos com o futebol. Não tenho saco. Não faço ronha de manhã. Às vezes sou bruta e posso ser um bocadinho mais carinhosa, mais afetiva, estou a trabalhar nisso”, destacou Deslandes. Um ouvinte disse na brincadeira: “Não admira que estejas solteira!”.

Mâe de mãe de Santiago, de cinco anos, Benjamim, de quatro, e Guilherme, de dois, a artista foi confrontada com a pergunta: “Qual o filho que te apetece rifar?” “Não tenho isso. Às vezes, quando fico sem eles um dia ou dois, porque estou a trabalhar, já me custa muito. O Gui é o mais reguila, mas ainda é pequenino. O Benji é levado ‘da breca’. Cada um dos meus filhos é uma peça fundamental, porque equilibram-se uns aos outros”, disse, ao mesmo tempo que admitiu que quer voltar a ser mãe. E até já tem nomes escolhidos, embora não queira revelá-los.

“Tinha um nome para dar à minha filha – que há de existir – que era Aurora. Disse isto em todo o lado e já conheço para aí dez Auroras. Não volto a dizer. Já arranjei dois nomes novos, tenho dois para rapazes e dois para raparigas”, contou entre sorrisos.

Sobre a sua maior incoerência, a cantora respondeu a Joana Cruz: “Ter dito que o amor é para a vida toda [na sua música] e separar-me nem quatro anos depois, três”.

Texto: Carla S. Rodrigues; Fotos: Redes sociais 

PUB
Top