“Não consigo”: Viúvo de Maria João Abreu está devastado e recusa celebrar aniversário

O viúvo de Maria João Abreu, João Soares, está de parabéns, mas pediu a todos que não lhe desejem um feliz aniversário. “Estou vivo, sim, é verdade… mas pela metade”, disse o músico.

10 Jun 2021 | 16:45
-A +A

O viúvo de Maria João Abreu, João Soares, assinala, esta quinta-feira, 10 de junho, o seu 47.º aniversário, mas recusa celebrá-lo. O músico apelou, através de uma mensagem partilhada nas redes sociais, para não o felicitarem, pois não quer festejar o aniversário no primeiro ano sem a atriz.

“Hoje, deveria ser um dia diferente dos outros. Um dia especial, talvez… Um marco na vida, mais um, tal como todos os anos acontece… Até, talvez, um ponto de viragem. Para novos projetos. Novos objetivos. Qualquer coisa diferente… Mas não… Não é. Este ano, não é…”, começou por dizer João Soares.

E continuou: “Não me dêem os parabéns. Não me façam festas. Não me desejem felicidades. Não hoje. Não este ano. É demasiado duro receber tudo isso, sem a minha João ao meu lado. Não tenho felicidade nem energia para isso. Nem, tão pouco, vontade. Agora não consigo.”

“Estou vivo, sim, é verdade… mas pela metade. Ou talvez menos do que isso. Falta-me muito. Muito mesmo. Falta-me o beijo. Falta-me o abraço e o carinho. Falta-me a pele, o toque e o cheiro. Falta-me a João. A minha João”, rematou o viúvo de Maria João Abreu.

 

Viúvo de Maria João Abreu incapaz de apagar número da atriz

 

João Soares tem usado a escrita como forma de viver o luto e, esta quarta-feira, partilhou um outro texto, desta feita sobre os os contornos cruéis da vida depois da morte de Maria João Abreu. O companheiro da atriz mostrou-se nostálgico e revelou que o contacto telefónico da mulher continua nos favoritos.

“O número do telemóvel… Como sabes, meu amor, tenho o teu número de telemóvel memorizado nos meus contactos. Mais do que isso, nos meus favoritos. Mais ainda, é o primeiro número desses favoritos”, escreveu o músico.

Na mesma publicação, o viúvo garantiu que não vai apagar o número do seu telemóvel: “Retirá-lo dos favoritos parece não ser possível. Nem a solução. Apagá-lo dos contactos está fora de questão. É impossível. É o teu lugar ainda. Um dos muitos que ocupas dentro de mim, e naquilo que eu faço. E naquilo que eu sou. Hoje e sempre. Para sempre. Como sempre. Meu amor, minha vida, minha João… o meu amor por ti, cresce ainda. Todos os dias. Amo-te”, rematou.

Maria João Abreu morreu, no dia 13 maio, na sequência de um aneurisma cerebral. Estava casada com João Soares há 12 anos.

 

Texto: Márcia Alves; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

 

PUB
Top