Lágrimas em “O Amor Acontece”: Concorrente desiste e deixa parceira sem chão

Júlio Vilaça decidiu abandonar “O Amor Acontece”, deixando Maria João Afonso em lágrimas. A participante criticou o facto de o parceiro deixar o programa da TVI sem dar hipótese de se conhecerem.

26 Jul 2021 | 14:33
-A +A

“O Amor Acontece”… mas nem sempre. Júlio Vilaça e Maria João Afonso foram o casal mais conflituoso da terceira ronda do reality show da TVI. O assistente técnico, de 46 anos, acabou por abandonar a administrativa, de 43, 24 horas após se terem conhecido e entrado na casa do campo.

“Entre mim e a Maria João não houve a tal química que devia haver”, disse o concorrente. O facto de a parceira fumar, não manter um estilo de vida ativo e os dois terem gostos completamente distintos fez com que Júlio Vilaça rapidamente quisesse fazer as malas e abandonar o programa. “Não quero que fiques chateada”, pediu. “Estou só emocionada”, justificou Maria João Afonso, deixando cair lágrimas.

Para as câmaras, a concorrente de Serpa justificou: “Estou um bocado triste porque queria viver a experiência até ao fim. Só por isso. Não estou triste pela decisão do Júlio”. “Tentámos ver os pontos em que podíamos ser mais parecidos, mas não se encontram.”

Antes de sair de casa, Júlio Vilaça desejou sorte à parceira atribuída em “O Amor Acontece”. “É uma pessoa especial e acho merece a maior felicidade e sorte que posso desejar”, disse. “Tenho pena de não acabar a aventura, mas tenho pena também de não ter encontrado uma pessoa que me completasse”, completou Maria João Afonso.

 

Ainda em “O Amor Acontece”: Maria João critica decisão de Júlio

 

Após algum atraso, Júlio Vilaça acabou por comparecer na reunião com Maria Cerqueira Gomes, Pedro Teixeira e os restantes casais. Ao falar com os apresentadores, Maria João Afonso contou: “Vinha de coração e mente abertos, não estava à espera que terminasse tão rápido”. A concorrente do programa da TVI criticou o facto de o parceiro desistir tão rapidamente sem dar hipótese de se conhecerem.

O facto de Maria João Afonso fumar fez com que Júlio Vilaça se fechasse e começasse a falar em desistir. Os confrontos sucederam-se. “Então nas primeiras 24 horas vai desistir? Não tínhamos de ter alguma coisa, mas era simplesmente respeitar o outro.”

“Foi agradável, mas deu-me a sensação que não havia o tal clique que devia existir”, justificou o participante.

 

Texto: Mariana de Almeida; Fotos: Divulgação TVI

PUB