Diogo Luís da Casa dos Segredos abre negócio: «A quarentena não pode ser um entrave»

Diogo Luís, ex-concorrente da Casa dos Segredos 6, arrisca na abertura do seu próprio negócio em plena época de quarentena e conta tudo, em exclusivo, à TV 7 Dias. Saiba qual é!

09 Abr 2020 | 22:50
-A +A

Diogo Luís conseguiu, finalmente, concretizar um sonho que já tinha há muito tempo: o de abrir o próprio negócio. Licenciado em Produção Gráfica e Design, o ex-concorrente da sexta edição da Casa dos Segredos resolveu trabalhar na área de formação e iniciar um negócio ligado ao marketing digital e design gráfico, o Rule Number One.

À TV 7 Dias, Diogo revela que sempre teve o «bichinho» de montar a própria empresa e explica como tudo começou. «Acabei a faculdade muito cedo, na altura tinha 21 anos e trabalhava ao mesmo tempo. Como ganhava bastante dinheiro para a idade que tinha, acabei por dar continuidade ao trabalho que tinha e não fazer nada com o curso que havia tirado».

Há cerca de dois anos, resolveu trabalhar na área do digital. «Quando estava a voltar do Porto decidi investir o meu tempo na gestão digital, onde comecei a trabalhar para duas empresas ao mesmo tempo e ganhei outra vez o bichinho pela área. Estava novamente convencido que realmente era aquilo que gostava de fazer».

«Não preciso propriamente de estar num sítio físico»

Em 2019, e dois anos depois de ter participado no reality show da TVI, começou a planear uma ideia de negócio e a estabelecer metas: «Fiz um estudo de mercado e planeei que 2020 seria o ano em que iria abrir a minha própria empresa de marketing digital e design gráfico». E nem mesmo o Estado de Emergência decretado pelo Governo Português e o período de quarentena a que os portugueses estão submetidos fizeram Diogo Luís mudar de ideias.

«Já tinha mesmo ideia de lançar a empresa, pensei para mim que a quarentena não podia ser um entrave ou uma objeção para mim, porque o meu trabalho é digital, não é físico. Não preciso propriamente de estar num sítio físico, numa empresa ou num local com pessoas para fazer o meu trabalho. Pode ser tudo planeado com videochamadas ou emails, é tudo digital», refere.

«Acaba por ser um sentimento agridoce»

Diogo afirma que, apesar de compreender que as pessoas possam estar mais sépticas em gastar/ investir dinheiro, esta época pela qual passamos pode ser uma excelente oportunidade de expandir o negócio. «Acaba por ser um sentimento agridoce. As pessoas passam mais tempo agora no digital, porque estão em casa, e há muitas empresas que têm de potencializar e fazer publicidade. Isto é mau mas ao mesmo tempo é bom, porque ajuda-me a potencializar mais o meu negócio». 

Para já, o negócio está aberto a todo o tipo de clientes e trabalhos, desde web design, ilustração, edição de vídeo ou publicidade em diversas plataformas digitais. E qual é, no fundo, o objetivo de Diogo Luís? «Ver a minha empresa crescer e estar num patamar que um dia possa viver só dela», conta.

Texto: Inês Borges/ Fotos: DR

Veja também:
Namoro de Alexandra Rocha e Diogo Luís CHEGA AO FIM!
O encontro de Diogo Luís com o pai biológico

 

ATENÇÃO!

Vivemos tempos de exceção mas, mesmo nestes dias em que se impõe o recolhimento e o distanciamento social, nós queremos estar consigo. Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador.

Eis os passos a seguir:
  1. aceda a www.lojadasrevistas.pt
  2. escolha a sua revista
  3. clique em COMPRAR
  4. clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA
  5. introduza os seus dados e escolha o método de pagamento
  6. Não tem conta PayPal? Não há problema! Pode pagar através de transferência bancária!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

PUB