Bronca: Raminhos convida para programa padre acusado de assédio sexual

Raminhos recebeu Ismael Teixeira em “Os Mal Amados” e participação foi motivo para o pároco ser chamado pelo cardeal-patriarca de Lisboa. Padre enfrenta acusações de assédio sexual e foi afastado.

03 Ago 2021 | 22:00
-A +A

O padre Ismael Teixeira, que esteve no programa de António Raminhos, “Os Mal-Amados”, em 2019, já foi chamado várias vezes pelo cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente. Em causa estão acusações de assédio sexual e ainda a própria participação do clérigo no formato da estação pública.

Ismael Teixeira, de 47 anos, já enfrentava acusações de assédio sexual por parte de uma funcionária da Igreja de São Mamede, em Lisboa. Um jornal diário revela agora que o cónego Francisco José Tito Espinheira escreveu uma carta aos paroquianos que defendem o “Padre de Ferro” – como é conhecido por ter participado na maratona Iron Man – na qual revela que este foi também chamado devido a outros problemas de comportamento.

Um deles estará relacionado com a participação do padre no programa de António Raminhos, onde este fez o sinal da cruz como que a absolver o humorista dos pecados. De acordo com o Correio da Manhã, a simulação dos sacramentos é um delito aos olhos da igreja. No mesmo formato, Ismael Teixeira disse ainda: “As gajas que eu conheci não me tiraram a vocação”.

O “padre de ferro” foi afastado da Paróquia de São Mamede e pediu uma licença sabática.

Vítimas descrevem padre como “agressivo e violento”

As acusações de assédio sexual surgiram no início do verão. Em junho, uma das vítimas deu uma entrevista à TVI e, sem revelar a sua identidade, contou que foi ameaçada e chantageada, descrevendo Ismael Teixeira como “agressivo e violento”. Esta mulher disse ainda que o padre usou a sua influência para a desacreditar.

Segundo outras vítimas, os abusos terão acontecido quando o padre se encontrava sozinho na paróquia. Além do assédio sexual, este foi também acusado de manter relações amorosas com fiéis da igreja. Estas acusações estão a ser investigadas pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa. Apesar da polémica, muitos paroquianos querem o regresso do padre.

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Reprodução redes sociais e D.R.

Veja também:
“Não é sobreviver mas sobre viver”: António Raminhos e a situação do jogador dinamarquês
Fernando Rocha e Padre Guilherme na nova campanha da Betclic Portugal

PUB
Top